sexta-feira, 5 de outubro de 2018

“Com o Papa Francisco – Dizer o seu pensamento a várias vozes”

Agenda
Texto de Maria Wilton


Papa Francisco (foto reproduzida daqui)

Na próxima segunda-feira, dia 8, a partir das 18h30, a Capela Nossa Senhora da Bonança (conhecida como Capela do Rato) em Lisboa, será palco de uma sessãde leituras de textos do Papa Francisco, escolhidos por um conjunto de pessoas, entre os quais crentes e não-crentes, algumas das quais personalidades públicas da cultura das artes, da política ou da universidade. 
A sessão “Com o Papa Francisco – Dizer o seu pensamento a várias vozes”, organizada pela escritora e jornalista Leonor Xavier, começará e terminará com duas peças musicais do compositor João Madureira. No início, o actor Luís Miguel Cintra lerá o Cântico da Criaturas, de S. Francisco de Assis. 
Leonor Xavier, que sugeriu a ideia e convidou os intervenientes, diz que o objetivo é fazer “uma colagem de textos” da grande diversidade de assuntos sobre os quais o Papa Francisco já falou e escreveu. O Papa é a “a grande figura do séc. XXI” e, à luz dos últimos acontecimentos, “fazia sentido” esta espécie de homenagem.
Juntar personalidades crentes e não crentes a várias pessoas que participam na comunidade era importante; isso “impede que se forme um circuito fechado de pessoas” e traz as questões que o Papa propõe para o debate da sociedade.
A ideia foi recebida com interesse e entusiasmo não só pelo novo capelão, padre António Martins, como por todos os convidados. A escritora Alice Vieira não é excepção: “É uma iniciativa extremamente importante porque o Papa merece o apoio de todos – e é muito reconfortante ver o apoio que ele tem em não católicos.” 
Também há quem se junte por ver na iniciativa algo diferente e inovador. O cantor Vitorino Salomé afirma que o seu interesse pessoal reside “na tradição de contestação ao status quomantido pela Capela do Rato.

Alice Vieira acrescenta que este é um momento crucial para este tipo de iniciativas, por haver quem esteja a “querer retirar o Papa do seu cargo”. E acrescenta: “Temos de o defender, tendo em conta todos os caminhos que ele tem aberto.”
Entre outras pessoas que participam, contam-se as actrizes Ana Zanatti e Suzana Borges, as historiadoras Irene Pimentel e Filipa Vicente, a pintora Graça Morais, as editoras Guilhermina Gomes e Maria Antónia Vasconcelos, as escritoras Lídia Jorge ou Luísa Beltrão. A lista inclui também, entre outros nomes, Guilherme d’Oliveira Martins, Leonor Beleza, Maria João Sande Lemos, Paulo Pires do Vale, Pedro Mexia, Pedro Roseta, Rui Vieira Nery, Tozé Brito e Viriato Soromenho Marques
Já em Julho, Leonor Xavier tinha proposto uma sessão semelhante, dessa vez com poesia do anterior capelão, padre José Tolentino Mendonça, entretanto nomeado arcebispo e bibliotecário do Vaticano. Nessa ocasião, a capela encheu. Desta vez, a escritora espera que aconteça o mesmo. 

Sem comentários: